Sentimentos



Ele passou por mim e sorriu, fiquei olhando as covinhas do seu rosto... Não lembro se sorri também, costumo dizer que um olhar fala por si, acho que lhe olhei querendo que meu olhar fosse a resposta para o seu sorriso.

Ele passou e o seu perfume ficou, deve ter ficado na minha pele, parecia um toque aveludado, insistente a me perturbar, busca desenfreada pelos seus ares.

Sabe, o que sinto não dá pra explicar, quisera eu poder entender... Não me sinto confusa, estou no melhor do meu consciente e mesmo assim, no melhor do meu abobamento. Isso é mal. Seu sorriso me fascina.

Mas eu nunca deveria mesmo ter pensado em “nós dois”, pois nunca vai existir um “nós dois”. Não queria que fosse assim, imaginei um sonho diferente. O problema é que a razão e o coração nem sempre estão de acordo.

Da próxima vez que me mandar um sorriso assim vou falar para o meu receio ficar na sua, não interferir no meu vocabulário. Talvez, num sonho, eu lhe diga o quanto admiro suas covinhas... rostinho de menino a brincar com a minha timidez.

Passei todo o tempo na sua busca, entre idas e vindas sem propósito, sonhando em esbarrar com ele pelos corredores, talvez ele notasse um “quê” a mais nas minhas desculpas, talvez seu perfume desgrudasse de mim de vez, ou ficasse comigo pra sempre.

Mesmo sabendo que esse “esbarrão” possa magoá-lo, pois tenho o dom de magoar corações, não consigo deixar de desejar isso . Mas o que dizer de um desejo sem tamanho que busca o seu propósito por puro ambição? E o que dizer de um querer sem medida, uma intensidade que sufoca? Há uma tentativa de não magoar, há um tentativa de viver. Quem sabe desvendar o que há por detrás de um poema?

Depois de tantos encontros e desencontros, o vento o trouxe de volta, talvez um leve sorriso denunciando sentimentos... Se pudesse lhe diria para não corresponder ao meu desatino, se pudesse lhe diria para buscar o segredo no fundo dos meus olhos, se pudesse lhe diria para não sorrir com essas covinhas pra mim...



Isabelly Kim
Codinome Beija-Flor

Nenhum comentário:

Postar um comentário